Domingo, 23 de Maio de 2010

Shhhh....

Rápido, como se me escondesse de mim própria, digito o url do sapo. E ainda mais rápido, faço o login e acedo aos meus blogs, ao dashboard, e ponho-me a escrever sem pensar, sem dar tempo a minha censura de me fazer apagar o que quero gritar, aquela parte de mim que chama por alguém que a queira ouvir e embalar enquanto chora desalmadamente sobre "o leite derramado", pequenos dramas insignificantes no tic tac de um relógio mais global... Admito, até aquela parte de mim que abomina a auto-comiseração e o desejo estupido de significar algo para os outros e obter aprovação nos mais mundanos gestos, tinha saudades disto... De escrever, de poder dispersar e divagar sobre o que me vai na alma, de tentar fazer sentir aos outros uma pequena parte do que sinto... Argh, mas logo vem a sensação de futilidade, de que é vergonhosa esta necessidade de se expor em busca de compreensão, que me faz ter vontade de apagar tudo o que me revele... Mas hoje vence o cansaço. Estou cansada de me tentar aguentar num só bocado, sem me quebrar nos milhões de pedaços que sinto vibrarem dentro de mim e que anseiam por se dispersar,  seguindo o rumo do vento, da loucura. Shhh, não falemos mais. Hoje mostro as fissuras da minha armadura, hoje não sou a pessoa equilibrada e responsável e auto-suficiente que todos queiram que seja. Hoje sou uma criança que chora porque sim. Faço birra e choro. Estou cansada.

rabiscado por Zone às 20:50
link do post | deixar umas palavras | favorito
|
10 comentários:
De a 8 de Agosto de 2010 às 16:21
Por onde andas, minha doida ajuizada?
Tenho saudades destes textos acerca de tudo e acerca de nada. É nisto que tu és boa e, palpita-me, um dia vais ter de meter férias do estetoscópio para te dedicares à escrita.
Volta, que estás perdoada eheheh.

Beijinhos grandes.

P.S. Vim hoje aqui porque acabei de me lembrar de ti, num comentário que fiz. Lembrei-me do principio nada auspicioso da nossa amizade e de como eu fui ordinário naqueles comentários do tempo da "Simplesnet".
Se arrependimento matasse, há muito que eu era um esqueleto eheheh.
De Zone a 25 de Agosto de 2010 às 17:42
Oh, realmente foi um início um tanto ou quanto atribulado... Mas engraçado como disseste na altura que ainda iamos ser grandes amigos, e lembro-me de ter pensado que estavas completamente doido varrido, e afinal, quem tinha razão eras tu... Tenho de começar a confiar mais no que me dizem...eheh :)
Ai, não vinha aqui ao blog há milhões de anos... Bem... parecem milhões de anos... e são só meses :) a vida é engraçada. Estou com saudades da blogosfera, mas não consigo encontrar a maneira de voltar... como naquelas festas de Natal da escola primária em que não encontramos a abertura dos cortinados para entrar no palco... Talvez faça como na altura e passe por baixo dos cortinados! :)
Um beijinho grande, e com saudades!

Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

..:: E porque a lua costuma afectar-me... lol ::.



moon phase
 


.posts recentes

. Sabes que é um dia bom qu...

. Forever alone :')

. La paresse et le rêve son...

. Moody

. Ciclos e Fases

. Lágrimas

. Fechar os olhos

. Just 'bout nothing.,..

. Shhhh....

. O fim

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Agosto 2009

.links

.Contador de visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds