Domingo, 29 de Agosto de 2010

Just 'bout nothing.,..

De volta a casa... Rabinho alapado no sofá, a degustar as gomas compradas na estação de serviço onde finalmente fui abastecer a minha Cindy após uns dias de luzinha amarela de combustivel ligada, e a ver um filme na tv... [Correcções/explicações: ler "emborcar que nem uma porca prenha" em vez de "degustar" e sendo a Cindy o meu belo coche adolescente (ou pelo menos seria, se tivessem a mesma esperança média de vida que um ser humano...de outro modo, é capaz de ser um cochezito a chegar à idade dos reumatismos)].

Após um fim-de-semana passado em lisboa a correr centros comerciais (shame on you, capitalista!) e a ser ora mimada ora arranhada pelo gato maniaco-depressivo da minha irmã (que já conta com uma tentativa de suicidio no curriculo), regresso a uma latitude onde as pessoas que lidam com o público sabem sorrir (depois de uns dias em lisboa começa-se a pensar se a elevada densidade populacional ou se aquela latitude exacta não afectará a contractibilidade muscular do orbicular da boca... faria sentido, se não fosse completamente estúpido).

Gosto da viagem de comboio, contudo. Os rostos desconhecidos, aquelas vidas, insignificantes e cheias de sentido ao mesmo tempo, que uma boa banda sonora transformam num cenário completamente indiferente. E são essas indiferença e distanciamento que tornam as viagens tão agradáveis, uma espécie de excursão à própria alma, com devaneios enlaçados em devaneios, interrompidos apenas pelos vidros que estremecem com outros comboios que fazem o coração bater doidamente enquanto as mãos ficam dormentes, até que o sorriso volta, com a noção da nossa natureza instintiva... Ainda vou ter um belo de um ataque cardiaco, um destes dias.

Ainda fui trabalhar umas horitas, fazer um favor a um amigo que é suficientemente doido para tentar trabalhar 24h seguidas, só para descobrir que zombies não são mortos-vivos, são pessoas que trabalham 21h seguidas e depois entram em actividade cerebral minima. De modo que lá fui eu, toda contente, fazer as últimas 3horas dele. Bonito, tentar estacionar no hospital domingo a tarde. Ocorre-me a minha última gaffe... "Como consegues sempre estacionamento à porta?! Nunca arranjo, eu!" "Estacionamento para deficientes...", responde-me ele. Blush, blush, blush. Ai, o silêncio é definitivamente de ouro. E sem dúvida que pensar antes de falar também dá jeito.

Bem, e talvez este seja um bom modo de acabar. O silêncio é de ouro.... Shhh :)

rabiscado por Zone às 22:09
link do post | deixar umas palavras | favorito
|
2 comentários:
De ._jorge a 30 de Agosto de 2010 às 15:38
O que eu gosto no facebook é que tem um botão 'like' em que se pode carregar e não é preciso escrever nada. Todos os blogs deviam ter também. É que isto de ter de escrever dá uma trabalheira…
De Zone a 30 de Agosto de 2010 às 19:54
lol!

Comentar post

.pesquisar

 

.Fevereiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

..:: E porque a lua costuma afectar-me... lol ::.



moon phase
 


.posts recentes

. Sabes que é um dia bom qu...

. Forever alone :')

. La paresse et le rêve son...

. Moody

. Ciclos e Fases

. Lágrimas

. Fechar os olhos

. Just 'bout nothing.,..

. Shhhh....

. O fim

.arquivos

. Fevereiro 2013

. Dezembro 2012

. Outubro 2012

. Dezembro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Maio 2010

. Agosto 2009

.links

.Contador de visitas

blogs SAPO

.subscrever feeds